declinio_silvio_santos

03 JulO declínio de quem não sabe a hora de parar


Alguns poderão argumentar que é nobre ver um velho senhor ainda em atividade. Pode ser. Embora não sei – e provavelmente nunca saberei – se é nobreza ou teimosia, mas pelo menos para mim, preferiria guardá-lo na memória como o homem brilhante, do que como um homem que não teve a sabedoria de reconhecer a hora de parar.

Leia mais
A família reunida em dezembro passado. Maria Luisa é a de amarelo.

22 MarA leviandade que destrói futuros


Minha família viveu há duas semanas aquelas situações que, mesmo reais, parecem tão distantes que a sensação é de estarmos protegidos…

Leia mais
empatia

15 MarA empatia que nos humaniza


Tem se falado cada vez mais em empatia, conceito que caiu na moda dos que pensam e refletem sobre a sociedade…

Leia mais
MH_site

10 Marbehavior: 20 anos construindo a liberdade de ser


Decidi fazer minha carreira profissional com independência desde muito cedo, caminho natural por vir de uma família de empreendedores, que na…

Leia mais
16/02/17 as 19h30 na sede da Repense. Entrada Gratuita.

15 FevTransição. De quê? Para onde?


Nesta quinta-feira, 16 a minha querida Andréa Biscker e eu iremos inaugurar a série de Confrarias de 2017 da Rede de…

Leia mais