fbpx

01 OctA solitude que alimenta o ninho vazio.


(Português) O mês passado falei sobre a dificuldade em viver uma nova fase do casal: o Ninho Vazio. Diversos comentários que recebi, me levaram a pensar o quanto é uma fase difícil. Junta as mudanças da faixa etária –mulheres entrando no climatério –, novo momento do casal, transformação de ciclo profissional… Tempo de transformações intensas especialmente para quem se dedicou quase que integralmente para a família.

Leia mais

30 Jul(Português) Ninho vazio. E agora, casal?


(Português) Primeiramente, para se adaptar ao ninho vazio – tempo do casal em que os filhos saem da casa para viver suas próprias vidas – os casais precisam gostar do vazio e da companhia um do outro. Os filhos preenchem e ocupam o dia a dia. Viram tema de conversa. Motivo de diálogo. Quando eles saem da casa, por maior o elo com eles, cria-se e uma distância. Surgirão dias em que o comentário não gira mais em torno deles. É nesse momento que o casal, volta a olhar um para o outro e reiniciar uma parceria amorosa. Ou não.

Leia mais
(Português) INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Nome

E-mail

Últimos posts

Instagram

  • Meus meninos 😍
  • Parabéns à cidade que nos recebeu de braços abertos há quase 13 anos. São Paulo uma cidade tão grande quanto o seu coração. De gente do fazer, criar, desenvolver, enlouquecer. Impossível não amar.
  • Good morning London!
  • Envolvidos completamente pela névoa navegamos pelo rio Ganges. Sem poder enxergar nada sentimos a umidade tomando conta de nós. A sensação era de ter entrado num filme de ficão. De tanta névoa o nosso barqueiro se perdeu. O tempo necessário para tornar tudo mais fantástico. Lentamente a névoa foi desvendando o lugar onde são cremados os mortos. Vimos um corpo sendo preparado para ser cremado. Por respeito é proibido fotografar as ceremonias. Somente homens participam da ceremonia de cremação. O corpo leva umas 3 horas para se queimar, alguns ossos e parte das cinzas são entregues às águas do Ganges para garantir que o ente querido vá direto ao paraíso deles, já que aqui para o hinduismo, nas margens do rio sagrado Ganges, é casa de Shiva, um dos deuses principais. No caminho para sair do local, o comércio da cremação acontece nas ruelas estreitas e sujas. Madeira sendo vendida, óleos, flores e cabeleireiros (os filhos homens raspam a cabeça em sinal de luto, deixando um rabinho mínimo na parte de trás da cabeça). Tudo acontece a menos de um quilômetro do lugar onde os indianos tomam se banho sagrado. Tudo junto, morte e renascimento. Como o deus Shiva é: integral.
#sagrado #hinduismo #shiva #india #fé #behavior #movimentoshumanos

Seguir!

(Português) Baixe o Projeto Uno

Nome*

E-mail*

Cargo

Idade

Gênero