fbpx

Sobre o Blog

Movimentos Humanos são textos da pesquisadora e pensadora Nany Bilate.
Embasados nos estudos que realiza através da behavior, os textos abordam a transição de valores e crenças que estamos vivendo como sociedade. Apontam os caminhos que estamos escolhendo para criar uma nova realidade.

02 Mar 2021Mãe solteira, uma vitória ou uma derrota?


Os movimentos emancipatórios – tais como o feminismo – vão empurrando a todos nós para fora do perímetro estabelecido pela sociedade…

Leia mais

17 Feb 2021Sapucaí sem desfile e outras dores deste Carnaval


Carnaval brasileiro… Logo que cheguei ao Brasil, em 1985, me apaixonei pelo Carnaval carioca. Nesses dias de folia, costumava ficar em…

Leia mais

10 Feb 2021O cancelamento resolve o problema?


O Brasil que acompanha o BBB 21 não fala de outra coisa: o cancelamento que o Lucas Penteado sofreu pelos participantes…

Leia mais

03 Feb 2021Mãe: a voz que nos projeta para nossa potencialidade


Reviver a experiência de perder a mãe, devido ao falecimento da minha sogra, tem motivado minha reflexão, e a todos aqui…

Leia mais

21 Dec 2020E a Covid-19 chegou até nós


Desde março fizemos parte do grupo que fez e pode fazer a sua parte e se isolou.  A partir do nosso lar que nos acolheu e aconchegou, acompanhamos atentamente as informações daquilo que seria nossa primeira – e provavelmente não a última – pandemia de nossas vidas. Os meses foram passando e conseguimos, junto com o mundo inteiro, ir descobrindo aos poucos o que era uma pandemia in loco, o que o coronavírus representava e como era a melhor maneira de evitá-lo.

Leia mais

17 Nov 2020O príncipe, a plebeia e o conto de fadas ao avesso


Num típico domingo londrino de outono conversávamos com um amigo quando a família real surgiu tão naturalmente quanto é falar do tempo nessa cidade. A mais importante e conhecida monarquia mundial veio, primeiro, através da discussão do conceito de propriedade sobre os imóveis que a Inglaterra tem – tinha descoberto no dia anterior, que na prática, quem compra um imóvel na Inglaterra não é dono final do terreno ou da “terra” na qual o imóvel está construído –, e como, no fim de contas, todas as terras pertencem à rainha, seus familiares e, se entendi bem, a algumas poucas famílias aristocráticas. Não sabia que quando falávamos “estamos na terra da rainha”, estávamos sendo tão literais assim.

Leia mais

10 Nov 2020Tempos de escolha: sombras e luzes no ano em que a natureza reagiu


Montanha russa de emoções e sentimentos e fica a pergunta: será que iremos nos acostumando a estes tempos dicotômicos ou talvez multicotômicos que nos impõem escolhas que talvez não queiramos assumir. Diversos e plurais como a humanidade sempre foi – apesar dos que arquitetaram, bem sucedidamente devemos concordar – esconder.

Leia mais

27 Oct 2020Robinho, abuso com a mulher e as feministas


O caso do jogador de futebol Robinho, condenado em novembro de 2017 na Itália por estupro coletivo, sentença à qual recorreu o que justifica que esteja em liberdade, trouxe, além do próprio horror que representa um ato de violência sexual contra mulheres ou qualquer ser humano, a imagem do ainda persistente machismo que culpa “as feministas” – e a imprensa – pela pressão que sofre da opinião pública.

Leia mais

07 Oct 2020Felicidade na Terra, ansiedade na veia. Que tal pensarmos em bem-estar?


Desde que decidimos que devíamos ser felizes enquanto estivéssemos vivos, abrimos a porta para a ansiedade entrar, retumbante, na nossa vida. Alguns podem me perguntar: como assim? Existe a possibilidade de não querer ser feliz? Sim existe. Ou melhor, existia. Nossos avós e bisavós, com raríssimas exceções, não tinham o sonho da felicidade como meta de vida da forma como nós a temos. Eles queriam, no máximo, uma vida confortável e estável.

Leia mais

01 Oct 2020Empresas, o verbo do momento é cuidar


Dizem que o cuidar é do feminino, desculpem, não concordo. Concordo mais com a ideia de que isso é uma convenção cultural, mas, este texto não pretende discutir esse assunto, portanto, vamos junto com a maré: se cuidar é do feminino e empresa ou corporação são substantivos femininos, que tal cumprir essa convenção social?

Leia mais
Receba nossa newsletter

    Nome

    E-mail


    Palavras para refletir

    Baixar os Movimentos Humanos

      Nome*

      E-mail*

      Idade

      Gênero