Sobre o Blog

Movimentos Humanos são textos da pesquisadora e pensadora, Nany Bilate.
Embasados nos estudos que realiza através da behavior, os textos abordam a transição de valores e crenças que estamos vivendo como sociedade. Apontam os caminhos que estamos escolhendo para criar uma nova realidade.

23 AprOs Outsiders e as fronteiras que criamos


Hoje quando vejo pessoas chamando a atenção de forma ostensiva e grosseira num ambiente público só pelo prazer de provocar e irritar, ao invés de me incomodar, me sensibilizo. Penso na dor que causamos, como sociedade, para levar a essa atitude. A mudança de mindset se deu quando compreendi melhor o que é ser um outsider. Ou melhor, o que sente um outsider.

Leia mais

16 AprNotre Dame e o amor


Há menos de um mês estive em Paris. Finalizei minhas férias nessa cidade que, meu marido e eu, amamos. Logo no primeiro dia passamos na frente da Catedral Notre Dame. Mesmo tendo ido a Paris algumas vezes, entrar na Notre Dame, orar nela e admira-la por longo tempo, são partes indispensáveis do nosso roteiro em Paris. Ela é mais do que um simbolo. Para nós, é uma viagem pela história da humanidade. Nesses quase oito séculos de existência, Notre Dame foi palco e testemunha de fatos históricos que mudaram o destino de boa parte do mundo. Estar dentro dela, com essa perspectiva, é entrar num filme com personagens como Henrique VI da Inglaterra e Napoleão ao seu lado.

Leia mais

09 AprAgora as empresas só querem mulheres. Isso é equidade de gênero?


Ouvindo um amigo me contar da recente situação em que foi preterido num projeto por não ser mulher, e notando sua real indignação; pensava como é difícil, mesmo para pessoas com bom nível cultural, compreender positivamente, o momento de transição que estamos atravessando. Especialmente, se esse momento, bate na sua porta, com cara de prejuízo.

Leia mais

01 AprO que move tuas relações românticas – afetivas?


Em tempos de busca pela equidade entre gêneros, a luta é fundamental. Não se rompe um sistema de crenças sociais sem que haja confronto. A história é clara sobre isso. Estava em Portugal no dia 8 de março, quando celebramos o dia Internacional da Mulher. Igual que no Brasil, o feminicídio esteve reinante nas mídias de lá. Ver e ouvir casos e números gera revolta e incômodo. Sem dúvida.

Leia mais

19 MarAs tragédias de Suzano e Nova Zelândia e nossa moral


Soube sobre a tragédia ocorrida na escola de Suzano, São Paulo, enquanto estava em Barcelona. Quando estou de férias, costumo ficar com certo distanciamento das notícias. Leio pouco os feeds nas minhas redes sociais. Minha intenção é estar o mais inteira possível onde estou.  Absorvendo, o máximo possível, toda a cultura e experiência do local. Faço uma viagem dentro da viagem. Foi assim que fui impactada pela notícia– seguida do massacre de Nova Zelândia. Creio que a beleza e suavidade de Barcelona ajudaram a assimilar tanta violência e sofrimento. Ajudaram a refletir sobre os fatos com um certo isolamento.

Leia mais

05 MarSentindo Lisboa: Partir & Ficar


Lisboa é uma cidade daquelas que não estava na minha lista de lugares que queria conhecer. Ouvindo tanto falar sobre a “pulsante” cidade e aproveitando uma passagem aérea com preço imperdível, viemos passar uns dias. Descobri uma cidade em reconstrução, no processo de modernização, que me deixou com aquela sensação de “ainda não é, mas será”.

Leia mais

26 FebAs narrativas e o mundo que acreditamos


Fala-se muito em narrativa hoje em dia. Palavra técnica, que como muitas, caiu na fala coloquial de pessoas que se interessam pelo entendimento do comportamento social. Fundamental o entendimento do que é uma narrativa, para aumentar nossa capacidade de discernimento sobre os fatos.

Leia mais

19 FebDonata e as bolhas nas quais vivemos


Acompanhei a polêmica sobre a festa da Donata Meirelles com tristeza. Tristeza porque me toca perceber como as pessoas têm se fechado em bolhas fazendo leituras sobre as outras, com pouco ou nenhum conhecimento real. Partem, comumente, de conceitos espalhados que ajudam a gerar preconceito. Esses conceitos criam uma ideia de mundo, que a imaginação humana alimenta com detalhes, aumentando o distanciamento entre as bolhas e gerando, muitas vezes, raiva.

Leia mais

11 FebA busca pela felicidade nos leva para onde?


Continuando minhas reflexões sobre  o documentário Sexo e Amor Pelo Mundo (o primeiro texto você acessa aqui), trago agora o tema da Felicidade. Um dos sete Movimentos Humanos que lancei em 2013, A Tal Felicidade mostra como ser feliz tinha se tornado um dos grandes motivos de existência da nossa sociedade contemporânea.

Leia mais

23 JanA pluralidade no Sx e o Amor


Passei parte dos meus últimos dias assistindo o documentário Sexo e Amor pelo mundo da CNN. O documentário, sob o comando da jornalista Christiane Amanpour (disponível no Netflix), apresenta como são vistos e tratados o Sexo e o Amor em cidades culturalmente distante entre si. Embora ainda não vi todos os episódios, dá para ver que este documentário é uma bela oportunidade para entender o que são crenças e valores na prática, e, como, de fato, moldam nossa noção de realidade. Notar como as crenças, e os valores que elas suportam, fazem toda a diferença na visão de mundo que as pessoas têm sobre os mesmos temas. É o que faz o mundo ser plural.

Leia mais